PORTUGAL AMPLIA AS POSSIBILIDADES PARA A CONCESSÃO DE VISTOS DE RESIDÊNCIA

  1. Portugal Facilita

De 2017 até o presente momento, os pedidos de visto de brasileiros interessados em morar em Portugal aumentaram 46% no Consulado Geral de Portugal em São Paulo, informou a assessoria da entidade. Há oportunidades para quem é aposentado, quer investir, abrir um negócio, estudar ou trabalhar. Até mesmo comprar um imóvel pode possibilitar a concessão do visto para residir em Portugal.

Veja as principais categorias de vistos de residência em Portugal:

  • Visto de Aposentado (D7);
  • Visto de investidor (ARI ou Golden Visa);
  • Visto de empreendedor (D2);
  • Visto de trabalho (D1); e
  • Visto de estudo (D4).

As regras a seguir valem para todos os vistos acima mencionados:

– Todos os vistos, com exceção ao Golden Visa, são inseridos no passaporte e terão validade de 04 (quatro) meses.

– Ao chegar a Portugal, é necessário solicitar a autorização de residência junto ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF);

– Essa autorização tem validade de um ano, renovável por períodos sucessivos de dois anos. Após cinco anos de residência legal em Portugal, o imigrante poderá solicitar a residência permanente (validade de cinco anos) e, após o 6º ano de residência, poderá solicitar a nacionalidade portuguesa.

– O país também permite ao imigrante solicitar a reunificação familiar do cônjuge e filhos menores de 18 anos.

– Para todos os vistos, é preciso apresentar: comprovante de endereço (do local onde a pessoa pretende morar), comprovante de renda (como vai se manter financeiramente em Portugal), passaporte válido e seguro médico internacional.

No caso de aposentados pelo INSS, é possível substituir o seguro médico por uma declaração do Ministério da Saúde comprovando que é beneficiário do INSS.

Fique por dentro da política migratória mundial acompanhando nosso website!

#UNIONImmigra

#EmParceriaComVoce

Fonte: UOL Economia

Posted in: